6 de jan de 2011



QUE FIZESTE DAS PALAVRAS?

Eugénio de Andrade


Que fizeste das palavras?
Que contas darás tu dessas vogais
de um azul tão apaziguado?

E das consoantes, que lhes dirás,
ardendo entre o fulgor
das laranjas e o sol dos cavalos?

Que lhes dirás, quando
te perguntarem pelas minúsculas
sementes que te confiaram?


Eugénio de Andrade (1923-2005)
In Matéria Solar, Porto, Limiar, 1980
Nome completo: José Fontinhas
Portugal
Poeta, escritor, tradutor


2 comentários:

Ana disse...

Que dizer das palavras de Eugénio de Andrade? Entre o azul das vogais e o fulgor das consoantes , guardo as sementes que hão-de germinar e sinto o brilho do sol!
Um beijo *

Marilac disse...

As palavras tem força e devemos usá-las com cuidado e sabedoria.
Já sabia disso só nunca tinha recebido esse aviso de forma tão poética.
Vogais azuis, consoantes vibrantes..lindo!!!
bjs
Marilac